Conecte-se conosco

Curiosidade

Morre na Argentina a idosa que quase foi cremada viva

Publicado

em

Morre na Argentina a idosa que quase foi cremada viva

Morre na Argentina a idosa que quase foi cremada viva. O incidente aconteceu no município de Resistência e gerou uma enorme repercussão no país. Por engano a idosa quase foi cremada viva. Segundo o jornal Clarín, a idosa de 84 anos que por engano quase foi cremada viva no último domingo (24), veio a óbito na noite desta quarta-feira (27). Não foi divulgada ainda a causa da morte.

Tudo aconteceu na cidade de Resistência e gerou uma repercussão enorme no país. A idosa se sentiu mal no sábado (23) e foi levada imediatamente à unidade de saúde, ficando internada na UTI. Assim, no último domingo (24), um funcionário do hospital entrou em contato com a filha da idosa, informando que ela havia sofrido uma parada cardiorrespiratória e infelizmente não resistiu, e veio a óbito.

Foi organizada toda cerimônia do velório, porém, pouco antes da cremação do corpo, a filha da mulher notou que a máscara de proteção contra a Covid-19 que a idosa utilizava estava se mexendo, como se ela ainda estivesse respirando. A cremação foi então anulada e levaram a idosa novamente ao hospital. Ela permaneceu internada até quarta-feira (27), quando ela realmente veio a óbito. A filha da paciente denunciou o erro à Polícia. O caso está sendo investigado.

A presidente da Associação de Clínicas e Sanatórios de Chaco, Armando Frangioli, disse em entrevista ao jornal Clarín que há cem anos algo assim não ocorria. “Antigamente, quando não havia tantos recursos, era obrigatoriedade esperar no mínimo 24 horas para o enterro. Atualmente, existem inúmeros recursos, deveria ser menos difícil certificar que uma morte ocorreu ou não”, afirmou Armando.

Fonte: Globo


Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ Acessadas da Semana