Conecte-se conosco

TV Famosos

Marina Ruy Barbosa aparece com boné de R$107 usado em viagem com namorado e peça esgota.

Publicado

em

Marina Ruy Barbosa aparece com boné de R$107 usado em viagem com namorado e peça esgota.

Marina Ruy Barbosa voltou de viagem com o novo namorado e o look da ruivinha fez sucesso na internet. O boné que a atriz usou no desembarque em São Paulo, esgotou do site da grife Ginger. Agora, quem desejar usar o mesmo boné que Marina, pode optar pela peça com o bordado da cor rosa que custa R$ 107. A atriz Marina Ruy Barbosa desembarcou no aeroporto da grande São Paulo cercada por seguranças, após uma romântica viajem às Maldivas com Guilherme Mussi, seu novo namorado.

Apesar da rápida relâmpago, foi possível ver que a atriz usava um boné preto com o nome de sua grife, Ginger, bordado em laranja. Em seu perfil no Instagram, a ruiva divulgou o assessório. A rápida propaganda foi mais que suficiente para fazer o boné que está sendo vendido por R$ 107, se esgotar. Guilherme Mussi é o suposto namorado de Marina Ruy Barbosa, nada foi confirmado ainda pelo casal, a notícia do namoro foi divulgada pela colunista Fábia Oliveira, do jornal “O Dia”. Segundo a jornalista, Guilherme e Marina foram para Dubai, depois passaram nas Maldivas.

A informação ganhou força depois que um internauta revelou que a atriz, que se separou de Xandinho Negrão desde o final do ano passado depois de três anos de relacionamento, havia comprado um seguro de viagem na companhia dele para ambos os destinos. Guilherme Mussi é deputado federal (Progressistas) pelo estado de São Paulo, apesar de ter viajado com a ruiva, não está de férias.

Por causa da pandemia, os parlamentares não estão se reunindo na Câmara de Deputados, as sessões porém, seguem acontecendo de forma remota.
De acordo com a colunista Fábia Oliveira, Marina e Guilherme começaram a se encontrar em 2020, no mês de julho. Na ocasião, a atriz costumava visitar o político, em seu escritório, localizado em uma área nobre de SP.

Conforme a publicação, para que suspeitas não fossem levantadas durante esses encontros com Guilherme, a artista aderiu um nome fictício. E após os encontros se tornarem recorrentes, os funcionários que trabalhavam com o deputado no escritório passaram a ser liberados frequentemente logo após a hora do almoço. A princípio, pessoas próximas a Guilherme acreditaram que os encontros eram políticos e, por esse motivo, o sigilo. Depois, um pacote de meias de grife de Marina, foi achado no escritório de Guilherme, que era amigo de Xandinho Negrão.

Fonte: Purepeople


Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ Acessadas da Semana