Conecte-se conosco

Cotidiano

Dona de casa transforma quarto em sala de aula para ajudar filha com dificuldade nas aulas

Publicado

em

Dona de casa transforma quarto em sala de aula para ajudar filha com dificuldade nas aulas

Dona de casa transforma quarto em sala de aula para ajudar filha com dificuldade nas aulas. Rita de Cássia do Nascimento transformou sua casa em uma sala de aula para auxiliar a filha de 9 anos durante esse período de aulas remotas devida a pandemia. A mãe então, pegou um guarda-roupa do lixo e usou como lousa depois que notou que sua filha, Ana Clara Pereira Neves estava com dificuldades em acompanhar o conteúdo da escola nesse período de pandemia.

Em entrevista Rita de Cássia disse que todo o contato que a filha tem tido com a escola é através do celular. A mãe percebeu logo no início que a filha estava demorando muito para copiar as lições no caderno, além do tamanho da tela estar afetando a visão da criança: “A tela do celular é muito pequena, a letra fica menor ainda, ela estava forçando muito a vista. Então, tudo isso me levou a ajudá-la”, relatou Rita.

E durante uma caminhada pelo bairro onde mora, a dona de casa encontrou o guarda-roupa e teve a ideia de usá-lo como lousa. Então, com a ajuda do marido ela levou o móvel para casa e o adaptaram prendendo na parede do quarto da criança. O casal conseguiu ainda uma carteira escolar, transformando o local em uma sala de aula.

“É como se eu fosse a professora e ela a aluna. Me sinto super inteirada na aula, eu posso instruir o conteúdo. Ela pode até gastar uma hora e meia copiando, mas vamos utilizar essa uma hora e meia em uma aula produtiva”. A mãe ainda conseguiu ainda montar um cantinho da leitura no quarto da filha, incentivando a criança a ler e a desenvolver a escrita.

O desempenho de Ana Clara melhorou muito com o ajuda da mãe, mas a menina confessa que sente muita saudade da aula presencial e que não vê a hora de voltar a frequentar a escola e encontrar os colegas: “Estudar em casa é legal, mas eu sinto muita falta das professoras, da escola e principalmente dos meus amigos. Não vejo a hora dessa pandemia acabar pra eu voltar a frequentar a escola”, diz ela.

Fonte: G1


Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ Acessadas da Semana