Conecte-se conosco

Acidente

Caminhoneiro tenta salvar seu filho, mas o jovem morre carbonizado em batida de seus caminhões

Publicado

em

Caminhoneiro tenta salvar seu filho, mas o jovem morre carbonizado em batida de seus caminhões

Caminhoneiro tenta salvar seu filho, mas o jovem morre carbonizado em batida de seus caminhões. O caminhoneiro Ademir Antonio Mateus viu o filho de 23 anos, Henrique Mateus, morrer carbonizado após a colisão das duas carretas que eles dirigiam, na BR-467, próximo a Cascavel, no Oeste do Paraná, Henrique ficou preso nas ferragens.

Um caminhoneiro que passa pelo local gravou um vídeo, onde é possível ver o momento em que o pai desesperado tenta abrir a porta do caminhão para salvar o filho com o caminhão ainda em chamas, mas infelizmente não conseguiu. Ademir Mateus concedeu um relato à CATVE, ele disse que precisou reduzir a velocidade devido ao fluxo de trânsito lento no local.

A carreta que o filho conduzia não conseguiu frear e colidiu logo atrás. Após a batida, o jovem Henrique não estava ferido, mas acabou ficando preso nas ferragens.
“Tentei abrir a porta para socorrer meu filho. E ele implorando: ‘Pai, não me deixa morrer pelo amor de Deus’. Não pude fazer nada. Quando os bombeiros chegaram quase não conseguiram abrir a porta do caminhão, isso agora, depois que o fogo passou”, relatou o caminhoneiro.

Segundo Ademir, há três anos que pai e filho viajam juntos, e o jovem havia comprado recentemente o seu próprio caminhão. O caminhoneiro conta ainda que, antes de parar o veículo, ele tentou separar os caminhões. “Tentei acelerar para ver se desenganchava o caminhão, mas ele veio até aqui”, afirmou. Segundo as informações da Polícia Rodoviária Federal, os caminhões seguiram cerca de 500 metros até pararem sobre a pista e o acostamento.

Ambos seguiam viagem rumo a Campo Novo do Perecis (MT) até que às 8h34, eles se envolveram no acidente, conforme mostra o registro do Corpo de Bombeiros. Por volta das 11 horas, uma faixa gpda BR-467 ainda estava interditada.

 


Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ Acessadas da Semana